Coisas que aprendemos errado na escola: Pontos Cardeais!

A ilustração abaixo, foi tirada de um livro didático.

pontos-cardinais

Abaixo, está a sugestão de aula, feita pelo MEC, para professores ensinar esse conceito em sala de aula.

Sugestão de planejamento:

  • Vamos até ao pátio da escola.
    • Agora são …. horas.
    • Vamos observar a posição do Sol e aprender como localizar as direções norte, sul, leste e oeste, tendo o Sol como referência.
    • Vamos usar giz, para marcar as direções localizadas no chão.
    • Vamos nos manter sempre juntos da professora. Depois de marcarmos os pontos cardeais, vamos retornar à sala para concluirmos o trabalho.
    • Não podemos olhar diretamente para o Sol, fixando o olhar. Fazer isso prejudica a visão.

A seguir peça a uma criança que explique para a turma o que vão fazer no pátio e porque a atividade tem que ser feita fora da sala.

No pátio da escola, inicie a atividade pedindo às crianças que localizem o Sol no céu, lembrando-lhes que não podemos fixar os nossos olhos no Sol. Indique uma criança para marcar a posição do Sol no chão, usando o giz. Faça perguntas como:

– Em que posição o Sol deveria estar mais cedo? E mais tarde, onde ele deve estar?
– Para qual direção o Sol parece caminhar?
– Se o Sol parece caminhar nessa direção, pela manhã onde ele estaria?

Use o giz para marcar a provável posição do Sol pela manhã. Indique uma criança para fazê-lo. Faça um traço unindo os pontos marcados, com novas perguntas.

– A linha que fizemos indica o caminho que o Sol está percorrendo, desde o nascente até o poente. Em que lado da linha vamos escrever poente? E nascente?

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=10433

NA VERDADE…

O Sol não nasce e nem se põe sempre no mesmo ponto do horizonte durante o ano, por isso não se pode dizer que o Sol nasce todos os dias exatamente no ponto cardeal leste, nem que se põe exatamente no ponto cardeal oeste. Na realidade, isto só ocorre em dois dias por ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *