Poderiam alienígenas em super-Terras pesadas ficarem presos por sua própria gravidade?

Tradução: Carlos Ayres – Astrônomo e Presidente do CARJ (Clube de Astronomia do Rio de Janeiro.)

“Aqui está um problema que provavelmente não ocorreu a você: muitos alienígenas podem ter dificuldade em se tornar uma espécie espacial.

Michael Hippke, afiliado do Sonnenberg Observatory da Alemanha, explica o problema em um novo artigo. É porque a maioria dos exoplanetas que consideramos adequados para gerar seres inteligentes é maior que a Terra. Eles são “super-terrestres”, com diâmetros que normalmente são de 1,2 a 2 vezes os do nosso mundo. Esses planetas porosos são 50% mais comuns do que os mundos do tamanho da Terra, pelo menos entre os exoplanetas que encontramos até agora.

O que isso tem a ver com programas espaciais alienígenas? Como observa Hippke, alienígenas usando foguetes químicos como o nosso, teriam dificuldade em lançar qualquer coisa no espaço a partir de mundos desse tipo, simplesmente porque a gravidade ali é mais forte.

“Nossos foguetes são como aviões: eles levam seu combustível com eles. Quanto mais rápido você quiser, mais querosene e oxigênio líquido você terá que levar. Escapar da gravidade de uma super-Terra exigiria foguetes que superam os que construímos”. E assim, Hippke argumenta que o desafio de construir tais foguetes maciços, pode desencorajar os habitantes de uma super-Terra de se aventurar além de seu mundo natal.

Essa é uma afirmação forte e parece fora do alvo. Seria mais difícil para os cidadãos da super-Terra irem corajosamente, mas não seria muito mais difícil.

Considere o foguete Falcon Heavy da SpaceX. Ele pesa 1.500 toneladas e pode transportar 17 toneladas para o espaço profundo. Na maior das super-Terras (o dobro do tamanho do nosso mundo e com oito vezes a sua massa), um peso pesado pesaria 15.000 toneladas para fazer o mesmo. Todas as outras coisas sendo iguais, seria um pouco mais do que o dobro do Falcon, ou 40% mais alto do que o foguete Saturno V, que enviou astronautas à Lua.

Superestimando os desafios.

Alguns dos cálculos de Hippke parecem estar errados, levando-o a superestimar os desafios dos programas espaciais em super-Terras. Mas, mesmo que a gravidade mais forte tenha atrasado os habitantes desses mundos em 50 ou 100 anos, você precisa perguntar: e daí? Esse impacto na evolução é mais importante do que o fato de que o tamanho maior de seu planeta atrasaria a colocação de cabos telegráficos de um continente para outro ou que o transporte de longa distância seria mais lento, simplesmente porque as distâncias seriam bem mais longa?

Além disso, um mundo mais pesado pode ter certas vantagens. Mais gravidade significaria uma atmosfera mais espessa, que poderia acelerar o desenvolvimento da aviação. Uma área maior pode trazer uma diversidade maior de animais, possivelmente produzindo inteligência mais cedo do que aconteceu na Terra. E pode-se esperar recursos naturais mais abundantes em um mundo superdimensionado.

Planetas de diferentes tamanhos, oferecem diferentes desafios para seus habitantes. Mas é improvável que os problemas realmente significativos, incluam o fato de que os foguetes a querosene, seriam um pouco mais difíceis de construir. A presença de uma grande lua próxima, um alvo tentador para a exploração espacial, pode ser um fator maior no desenvolvimento do voo espacial.

Três séculos atrás, Gottfried Leibniz sugeriu que vivêssemos no melhor dos mundos possíveis. Isso pode ou não ser verdade. Mas eu hesitaria em julgar o valor do nosso planeta, ou de qualquer outra pessoa, pelo tamanho de seus foguetes.”

O Dr. Seth Shostak é o astrônomo sênior do Instituto SETI em Mountain View, Califórnia, e um renomado especialista em busca de inteligência extraterrestre.

Fonte: https://www.nbcnews.com/mach/science/could-space-aliens-hefty-super-earths-be-trapped-their-own-ncna871546

Veja também…

1 kg pesa mais na Terra ou na Lua?

https://thiagomaiablog.wordpress.com/2018/04/24/1-kg-pesa-mais-na-terra-ou-na-lua/

El Niño e La Niña – Origens e influências climáticas.

https://thiagomaiablog.wordpress.com/2018/04/30/el-nino-e-la-nina-origens-e-implicacoes-climaticas-com-prof-luiz-molion/

Como sabemos que o Sol realiza fusão nuclear?

https://thiagomaiablog.wordpress.com/2018/04/11/como-sabemos-que-o-sol-realiza-fusao-nuclear/

Ciclos solares e sua influência no clima – Parte 1.

https://thiagomaiablog.wordpress.com/2018/01/06/ciclos-solares-e-sua-influencia-no-clima-parte-1/

0 Replies to “Poderiam alienígenas em super-Terras pesadas ficarem presos por sua própria gravidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *